40 ANOS DEPOIS…

Dos tempos ensombrados 
ainda temos memória… 
O terror das emoções… 
 ausência das palavras… 
 silêncio da opinião… 
 ameaça às revoltas… 
a prisão das utopias… 
o calar da imaginação! 
 Os tempos aprisionados 
concebiam mudanças, 
fortaleciam resistências, 
descobriam fraternidades!… 
 Desses tempos libertados
 pela madrugada abrilina
 nasceu uma Democracia menina, 
agora já madura e adulta. 
 Quarenta anos depois 
agredida por medos ancestrais 
deseja-se uma utopia e novos sóis 
que façam brilhar de novo 
a JUSTIÇA, 
a VERDADE,
a LIBERDADE, 
o POVO! 

 Miguel do Sul 22 de abril 2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *