Contos Silenciosos

Lembram-se dos “Cuentos silenciosos”?

Pois bem, aqui fica a história coletiva da Escola Básica de S. Faustino !

Um olhar dos alunos da Escola Básica de S. Faustino

Era uma vez uma menina chamada Alice que tinha dois grandes amigos: o Peter Pan e a Polegarzinho.

Um dia, o Peter Pan desapareceu. Alice, preocupada, foi junto da flor da Polegarzinho para perguntar se tinha visto o Peter Pan, mas esta disse que não sabia onde ele estava. Então, as duas juntas, decidiram ir procurá-lo. O primeiro sítio onde procuraram foi no Parque. Não estava lá. Depois, procuraram na Floresta.

Entraram pela Floresta dentro. Era um lugar assustador, mas ao mesmo tempo mágico e encantador.

Encontraram um pedaço da camisola do Peter Pan rasgada. A dada altura, ouviram um ruído. Assustados, mas curiosos, foram ver o que se passava.

Viram, ao longe, um urso à procura de um lugar para dormir.

Nesse lugar onde o urso se encontrava, havia pegadas que pareciam ser dos sapatos do Peter Pan.

Esperaram que o urso adormecesse para poderem passar junto dele, com pezinhos de lã, sem que ele acordasse. Aí, aperceberam-se que as pegadas iam até à montanha. Em direção à montanha, a meio do percurso, encontraram um sapato de Peter Pan.

Perto do sapato, havia uma gruta grande e escura. Hesitaram em entrar, mas Alice lembrou-se que tinha uma lanterna no bolso. Pegou nela para iluminar a gruta. Entraram e, qual foi o seu espanto, quando foram atacados por uma quantidade enorme de morcegos. Esconderam-se atrás de uma rocha que estava dentro da gruta para se protegerem daqueles animaizinhos negros e voadores.

Entretanto, repararam que o sapato que faltava estava lá:

– Já aqui temos os dois sapatos e um pedaço da camisola. Onde estará o Peter Pan? – perguntou Alice.

De repente, ouviram uma vozinha a pedir socorro.

– Socoooooooorrooooooo! Eu estou aquiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!

Olharam à volta, mas não viram ninguém. Subitamente, viram uma ponte. Depois de a atravessarem, repararam numa gaiola onde o Peter Pan estava preso.

Ao lado da gaiola, estavam dois grandes ursos, bem acordados, de olhos arregalados e assustadores. Um dos ursos tinha a chave da gaiola.

Naquele momento, viram uma nuvem de morcegos aproximarem-se dos ursos e, com as suas garras, levantá-los pelo ar. A chave caiu e Alice ao vê-la correu, apanhou-a e, com a ajuda dos morcegos, chegou atá à gaiola. Abriu-a e libertou o Peter Pan.

Como os ursos eram muito pesados e já se encontravam no chão, voltaram para dentro da gruta para apanharem Alice e a Polegarzinho.. Mas, já fora da gaiola, o Peter Pan atirou uns pós mágicos  às suas amigas para as fazer voar até à Lua. Já na Lua, fizeram uma grande festa, tocaram viola todo o dia e comeram marshmallows.

Ah! Os convidados especiais foram os morcegos!

E viveram felizes para sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *